ALDO CARVALHO EM POESIA

dia domingo, 7 de junho de 2009
O AMOR

Ainda que eu fale, línguas dos céus
Que eu fale a língua
Dos semelhantes meus
Com toda a fé montanhas moverei
Se não tiver amor nada serei.

O amor espera, em tudo crê
Não sente inveja
Não se deixa envaidecer
Até mesmo a ciência passará
Porém o amor jamais perecerá.

O amor me faz
Sentir-se um vencedor
Pois é capaz de afastar a dor
Como um espinho
Que tornou-se flor
Esperança e fé, pairem em mim
E o amor.

O que é perfeito, porém virá
E o imperfeito desaparecerá
Conheço em parte
Em parte profetizo
Como cristão ajo e realizo.

Como um reflexo agora vemos,
Mas depois face a face Deus veremos
Pois conheço em parte no presente
Então conhecerei eternamente.


Prof. Aldo Carvalho.

(Texto baseado na Bíblia – I Coríntios, cap. 13, v. 1-13)
Publicado na última edição do Jornal e Upanema
Comentários
0 Comentários

0 comentários: