.

.
 

Postagem em destaque

MORADORES DENUNCIAM LIXO EM SUAS RUAS

::lixo          Os moradores da Rua Capitão José Gomes de Souza Bastos não conseguem dormir e nem conversar nas calçadas de suas casas de...

Inep divulga notas individuais do Enem 2015 nesta sexta-feira

dia sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Os participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015 vão poder consultar suas notas no site do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão ligado ao MEC (Ministério da Educação) e responsável pela aplicação do exame, nesta sexta-feira (8).

Para acessar os resultados, o estudante precisa informar seu CPF e a senha cadastrada durante o período de inscrição. Caso tenha perdido a senha é possível recuperá-la no sistema. O boletim apresenta o desempenho do candidato nas quatro provas objetivas (linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza), além da nota de redação.

Com os resultados do Enem, os inscritos podem concorrer a vagas nas universidades federais que integram o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), a bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos), a financiamentos do Fies (Programa de Financiamento Estudantil), além de poder usar a nota em diversos processos seletivos. A nota também pode ser utilizada para participação do programa de intercâmbio Ciência sem Fronteiras.

Interessados em certificação do ensino médio podem utilizar a nota da prova para tal finalidade. Segundo o MEC, o inscrito na prova precisa obter nota mínima de 450 pontos em cada uma das áreas do conhecimento e 500 pontos na redação.

Sisu 2016
As inscrições para o Sisu acontecem entre os dias 11 e 14 de janeiro. Elas deverão ser realizadas exclusivamente pela internet, por meio do endereço www.sisu.mec.gov.br.

O estudante deve ter feito a edição 2015 do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e não ter zerado a redação para participar do processo. O candidato poderá se inscrever em até duas opções de vagas.

Entenda a nota do Enem
A metodologia utilizada para correção do Enem é a TRI (Teoria de Resposta ao Item), modelo estatístico que permite que diferentes edições da prova sejam comparáveis. Na TRI, leva-se em conta para o cálculo da nota não apenas o número de acertos do candidato, mas o nível de dificuldade de cada item. Na TRI, leva-se em conta a coerência das respostas do participante diante do conjunto das questões que formam a prova. Por isso, o número de acertos não tem correspondência direta com a pontuação final.

Não é possível comparar o número de acertos nas provas de diferentes áreas do conhecimento. Se um aluno acerta a mesma quantidade de itens nas provas de matemática e ciências humanas, por exemplo, não significa que a pontuação obtida será igual. Isso porque o nível de dificuldade de cada prova e dos diferentes itens que a compõe afetam esse cálculo final.
Uol

Comentários
0 Comentários

0 comentários: