.

.
 

NOSSA OPINIÃO SOBRE A GREVE

dia terça-feira, 5 de abril de 2011
::Aumento
O aumento não era o esperado pela categoria? Claro que não! Mas diante das finanças do município e da possibilidade de 0% de aumento os 5% prometidos já é um indicativo que poderia fechar com os 6% do salário-mínimo. Agora e reivindicar.

::Sindicato
Agora é hora de o sindicato usar de humildade. A verdade é que a categoria corria o sério risco de voltar pra sala de aula sem nada de aumento. Muitos professores não aderiram à greve diferentemente do ano passado quando praticamente 100% dos professores aderiram.
Muitas já comentavam que a greve estava sendo furada e que iriam abandonar a greve.
Diante de tudo isso considero uma vitória importante para a categoria nessa queda de braço com o executivo.

::Justiça
Agora o executivo tem uma proposta plausível e pode pedir na justiça o fim da greve com uma argumentação mais sólida.

::Vitória
Reflitam: os professores corriam o risco de uma derrota caso a greve "furasse" já que o risco era evidente. Outra derrota seria se a justiça decretasse o fim da greve. Diante do exposto a categoria conseguiu uma vitória.

::Professores
A categoria de professores agora deve aceitar o reajuste e continuar a luta de outra forma. Nesse quesito ponto para a prefeitura.

::Ponto negativo
Porque não tomaram uma atitude dessas antes do movimento ser deflagrado? Sempre correndo atrás! Ponto negativo nesse quesito para o executivo.

::Ponto negativo II
Qual o papel desempenhado pela Secretaria de Educação nas negociações? Ponto negativo!
 
::Documento
Na manhã desta terça-feira (05) o professor João Marinho vai até a Prefeitura para formalizar a proposta do executivo de 5% de aumento.

::Professores II
Estavam presentes na reunião com o executivo os professores Diógenes Matoso, João Marinho, Aldo Carvalho e Raimunda Edimir. Parabéns pela conquista!
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

se não tao satisfeitos, a prefeitura
deveria despedir todos!
professor novo e competente nao falta no mercado.