Programa Fome Zero lança hoje segunda etapa de projeto na cidade de Upanema

dia terça-feira, 13 de novembro de 2007
UPANEMA - Nesta terça-feira, 13 de novembro, o Programa Petrobras Fome Zero realiza o lançamento da segunda etapa do Projeto do Mel (2007/2009), de acordo com a informação prestada pelo professor Paulo Leiros, diretor-geral da Unidade Descentralizada do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (Cefet/RN), em Ipanguaçu.
A informação dá conta que o evento acontecerá na cidade de Upanema, a partir das 8h30, e contará na sua programação com apresentações culturais, oficinas de trabalho para os apicultores, entre outras atividades.
O diretor-geral do núcleo do Cefet/RN transmite que o Projeto do Mel, executado pelo Cefet/RN e a Fundação de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte (Funcern), tem sido destaque no meio rural do Estado, tendo beneficiado, em sua primeira etapa, mil agricultores diretamente e indiretamente cinco mil famílias de agricultores nas regiões do Médio Oeste, Vale do Açu e Mato Grande, através da fundação de 25 núcleos de apicultura sustentáveis e da construção de uma Usina-Escola de Beneficiamento de Mel, localizada na Unidade Descentralizada em Ipanguaçu, com investimentos da ordem de mais de R$ 700 mil.
Usina de beneficiamento tem capacidade para manufaturar 400 toneladas de mel por ano
Segundo a coordenadora do projeto, engenheira química Andréa Lessa da Fonseca, a usina instalada em Upanema, que tem capacidade para beneficiar 400 toneladas de mel por ano, já está produzindo e comercializando mel em sachê.
A produção tem sido adquirida por prefeituras de 10 municípios para a merenda escolar, trabalho realizado em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). No decorrer da segunda etapa, o projeto formará doze novos núcleos apícolas nas cidades de Pendências, Assú, Afonso Bezerra e Ipanguaçu, capacitando mil agricultores em apicultura, além de construção de quatro casas de mel nas regiões produtoras atendidas pelo projeto nos municípios de Porto do Mangue, Guamaré, Macau e Assú, além da ampliação da usina.
Para isso, estão sendo investidos cerca de R$ 500 mil, recursos esses provenientes do Petrobras Fome Zero bem como dos convênios firmados entres Cefet/RN, Funcern e as prefeituras de Porto do Mangue, Guamaré, Macau, Assú, Upanema, Carnaubais e Macau.
Fonte: Jornal O Mossoroense
Comentários
0 Comentários

0 comentários: