.

.
 

Postagem em destaque

MORADORES DENUNCIAM LIXO EM SUAS RUAS

::lixo          Os moradores da Rua Capitão José Gomes de Souza Bastos não conseguem dormir e nem conversar nas calçadas de suas casas de...

COMO DEVERIA SER UMA CAMPANHA ELEITORAL? - TEXTO 31 ENVIADO PELO PROFESSOR HOLANDA

dia domingo, 24 de julho de 2016

Num ano eleitoral tudo se faz pra se conseguir um cargo público eletivo. A lei quase sempre é burlada por aqueles que não têm o mínimo de consideração com a coisa pública e nem com os próprios eleitores, que são os únicos capazes de colocá-los no poder.

As campanhas eleitorais tornam-se o campo de batalha daqueles que a todo custo querem continuar no poder ou estão almejando tê-lo pela primeira vez. É triste ver a que nível chega certas campanhas pelo Brasil a fora. O que percebemos é um tremendo desrespeito em relação aos eleitores.  As campanhas eleitorais que são feitas na maioria dos municípios brasileiros não são as mais amistosas possíveis. A briga pela poder consegue levar pessoas agirem irracionalmente na busca incessante pelo poder.

Os adversários são tratados com insignificância e desprezo. Não são campanhas em que os candidatos venham a propor algo de concreto na promoção do bem estar comum da coletividade, mas, apenas uma montagem de palcos onde os atores gastam todo tempo a difamar os adversários. Nada é definido de bom no sentido de mudar os destinos daqueles que elegem os pretensos candidatos ao poder.  

Nos interiores do Brasil campanhas eleitorais nos remete a tempos de divisão, discórdia, guerra entre os candidatos e seus correligionários. As amizades são ceifadas por questões políticas e a própria fé em Deus ou até mesmo a religiosidade deixam de ser praticadas nesses momentos de efervescência política.    

Escolher uma cor para representar uma campanha é no mínimo ridículo porque divide a cidade em quem é azul ou verde. Pra que usar artifícios de divisão em vez de usar mecanismos que pudessem unir as pessoas em torno de um projeto que significasse melhorias pra toda a coletividade.

Percebemos também que usar fogos de artifícios é simplesmente desperdiçar dinheiro que poderia ser usado em outra finalidade. Nada disso enriquece uma campanha eleitoral. O que é fácil de perceber é que as campanhas sempre deixam marcas negativas na vida das pessoas pra sempre.  As campanhas eleitorais deveriam ser postas em prática levando em consideração o eleitor.

Os candidatos deveriam se preparar pra mostrar seus projetos em reuniões por seguimentos sociais. Na conversa franca e sincera deveriam levar a todos o que eles realmente queriam fazer para a coletividade caso fossem eleitos.  O eleitor deve prestar muita atenção em candidatos que agem de má fé nas campanhas eleitorais. A maneira de agir deles diz muita coisa como será o seu mandato caso sejam eleitos.

O candidato que tem compromisso com o eleitor não usa o tempo que tem em campanha para difamar ninguém e sim, pra mostrar seus projetos e discuti-los com o povo que é o mais interessado por mudanças. O nível das campanhas consegue dizer muito sobre os candidatos que dizem ser os mais capacitados para receber os votos dos eleitores.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: